No gosto Paris

Para: Daniel Landa

Eu percebo que a crítica pode ser criticado. Rivalizava com as opiniões dos outros, Eu não questiono as memórias duradouras de outros, não julgar a devoção dos amantes, uma média, que estavam apaixonados do pórtico de Notre Dame. Mas qualquer cidade do mundo só pode ser descrito através do filtro de sua própria experiência. Eu andava pelas ruas de Paris quatro vezes e, embora eu tentei, Eu não posso, Eu não me sinto confortável, no me seduz. No gosto Paris.

Em viagens anteriores para tentar abrir portas para o mundo. Contudo, É impossível se apaixonar por toda cidade. O encanto não pode ser uma qualidade global. Há lugares que simplesmente não apenas nos movem e Paris é, para mim, um.

A capital francesa é como um hotel de cinco estrelas: elegante, rosto e com um toque de brilho

A capital francesa é como um hotel de cinco estrelas: elegante, rosto e com um toque de brilho. As pessoas falam em um educado, sem levantar a voz, gestos que acompanham letra, mas aos olhos do parisiense é sempre um teste para o visitante. Devido a isso recepcionista do hotel de luxo que desaprova a vestimenta de uma hóspede.

Em Moscou, por exemplo, as pessoas podem dedicar o olhar de um porteiro de discoteca, tosca, grave. É uma suspeita de um outro tipo, mais instintivo, íngreme, mas é fácil para relaxar com uma vodka que a distância. Em Londres, muitos falam Inglês Anglo orgulhosamente, um pouco arrogante, mas então inventou bares com cerveja, universalizar a noite. Os romanos se orgulhar de sua história, sem complexo, com o mesmo barulho, mas há algo perto de sua personalidade extrovertida, talvez o riso fácil.

Em muitos casos, a sua cidade se tornar um museu a ser visitado com um guarda-chuva 200 dias por ano.

Em Paris, eu não posso imaginar uma festa de partilha espontânea com um parisiense arrogante (termos podem se tornar redundante). Alguns estão determinados a transformar a cidade em um grande museu, certamente, deve viajar com um guarda-chuva 200 dias por ano.

Ao viajar com uma câmera de vídeo, é acentuado com desconfiança no exterior. Eu tinha a impressão de que nós gravamos resistiu seus assentos, ruas e cafés, como se fôssemos roubar a mágica associada com o conceito de "Paris".

Esse sentimento desconfortável sempre me acompanhou aqui. O discurso não é orgulhoso parisiense, ou bombástico, é mais sutil: é condescendente. Eles falam sobre os cometas de outras cidades generosamente até a audácia de comparar com Paris e não condescendência que às vezes existe uma queixa quanto imperceptível, perde-se o direito de protestar.

O discurso não é orgulhoso parisiense, ou bombástico, é mais sutil: é condescendente.

Talvez isso me impediu de atmosfera distante para apreciar a beleza do objectivo igreja Sainte Chappelle, com suas janelas intermináveis ​​ou o rio Sena, sob pontes, fugindo ama rancoroso.

Para além destes cartões postais, Eu nunca entendi de onde reside sob Pompidou, com todos esos andaimes rodeando um bloco retangular, ou a Torre Eiffel, outro prédio que eu acho inacabada. Nem jamais desfrutou da praça de Montmartre, tão variada que a arte tornou-se uma desculpa para ver um monte de gente. Seduz-me fazer compras no onze da noite na Champs-Elysées, cujo nome tem sido corrompido por marcas e graça não ver a proa do garçom que se aposenta com seis euros de café, em um local de Rococo.

De muitas maneiras, esta cidade parece uma vitrine gigante, que só é visível a partir do exterior.

Paris tem muitos nomes, mas na "Cidade Luz" chove mais do que em Londres, em "A Cidade de Glamour" há mendigos dormindo ao lado do joalheiros e "cidade do amor" nunca me senti bem-vinda. No, no gosto Paris.

Pesquisa realizadas:

  • Compartilhar

Comentários (35)

  • Javier Brandoli

    |

    Jajaja. Nem eu. É, já dissemos, em público, um tempo de purga Akelarre. Parece que tenho amigos franceses, @ qualquer parisin, mas não me deu nem com a cidade. Eu sempre tive a sensação de que há, e foi cinco vezes, estar.En não ter fim, que cerca estão Normandia, Bretanha, Lemans, Nantes… Eu mereço uma viagem.

    Resposta

  • Ann

    |

    Eu entendo o que você diz, porque eu sou mais cidades decadentes e ficar com Havana, Palermo a Lisboa antes de Paris para viver… Mas a beleza da capital francesa é incontestável. É bonito de uma falha. Acho que é como esses homens (mulheres), tão bonito, tão bonita que parece inacessível a perder o recurso.. mas bellos são. (Vaya marca)

    Resposta

  • Enrique Vaquerizo

    |

    Cidades são como pessoas no final ou você ama ou não, questão de gosto, Passei um ano lá e para mim ainda é a maior cidade do mundo, interminável, mas se é verdade que os lugares típicos, Eiffel, Montmatre foram pelo menos me seduziu.

    Ana eu também fiquei com Havana e Lisboa quase no mesmo nível de Paris

    Resposta

  • J. Brel

    |

    Há coisas que são invisíveis para os olhos, mas são ainda mais real que a própria realidade, e arquétipos, Paris, Ser, Amor, Crise (hehe)…
    Um argentino só vê Paris!…
    Graças Daniel para motivar controvérsia…, e
    Em breve.

    Resposta

  • Carlos L

    |

    Claro que é impossível se apaixonar por toda cidade,na verdade, são poucos os que conseguem amar. E é maravilhoso que nos apaixonamos a cada lugares / cidades diferentes.

    Eu acho que depois de dar justificativas para não como Paris, é também o fato de que uma cidade cheia de turismo de massa que invade suas principais atrações.

    Apesar de tudo, Paris para mim é um museu ao ar livre, um partido que não se deve perder de ser jovem e arrogante, mas sofre de, é sublime.

    Resposta

  • Rachel King

    |

    Estou esperando para dar uma segunda chance para Paris. Em minha primeira visita eu só desembarcou Petra, na Jordânia, impressionado com , isso por si só, uma das maravilhas do mundo, Cheguei em Paris e…boa…não me nada Bye….era verdade mudança muito abrupta. Ele merece outra visita, Seguro, mas como eu não gosto muito é deixado na fila dos meus futuros destinos…

    Resposta

  • Primeira viagem

    |

    Bom, Paris para nós nem nos seduzir… Too 😉… No amor com ela mesma? Mas talvez haja uma possibilidade de re-procurando saber se atravessar o palco e os atores que fizeram história fora do amor e luz… Se você tiver que retornar, torna-se, mas ir para Na… Você sabe!

    Resposta

  • Francesca

    |

    Paris é uma cidade que valoriza pontos divesos no tempo. A primeira vez que fui eu gostei, mas eu não tinha sentimento com as pessoas. Isto mudou com o passar do tempo. É uma cidade melancolia, onde gosto de andar e eu me sinto bem. Me atenção da. Contudo, em romano, minha cidade, Eu preciso de ar.

    Resposta

  • Stephen

    |

    Oh caro, Eu serei contrário a tudo. Eu fui 5 vezes e sei que eu vou. Eu gosto de, Eu amo Paris e nunca compará-lo com outras cidades, cada um tem a sua própria. É uma daquelas cidades que você está na rua que você sabe que é Paris. Escusado ver monumentos para se sentir confortável.

    Resposta

  • Roberto

    |

    Eu acho que você tem que admirar Paris por sua cultura, incluindo os seus cidadãos e não deve ser comparado a outras cidades, apenas se divertir, oferece tanto !!!
    Não parece ser assombrada por que nós não gostamos, em tempos de fato, muitos que eu andava pelas ruas e não notou se havia outras pessoas ao meu lado.

    Resposta

  • Iria Costa

    |

    Daniel, Em abril, eu estou indo para Punta Cana, Eu envio-lhe cumprimentos de lá? 😀

    Resposta

  • Ana MT

    |

    Ir polêmica! Eu tenho 23 intermitentemente anos viajando para a França, a Bretanha, Eu tenho amor. Quando descobri Paris sentiu tal decepção quase pediu para me dar a tarifa. Parecia que ele já tinha visitado, Foi tudo como fotografado, tão presente na fase final do Tour…, no me surpreendia nada, Eu senti que a cidade só me pegou. No. Eu também não gosto de Paris. (Sim, reconhecer que é bonito, mas eu não tenho e não sei se eu queria…).

    Resposta

  • Luz Beltran

    |

    Vá ! a mim me encanta Paris, he ido três vezes, e eu tive um grande! Eu não suporto a cidade, Eu chego e desejo de correr depois de visitar dois locais , é Madrid, essa cidade tão pesado, há necessidade de retornar, desculpe, Paris que eu sinto por pena de Madrid !!!

    Resposta

  • José María Monzó Giner

    |

    Eu realmente gostei da descrição hace.No conhecer Paris, mas a pessoa que escreveu isso, se ele fez conscientemente, e talvez ele esteja certo. De minha parte, Eu ainda digo que é Descrição, é para mim, pensativo e muito bem explicado.

    Resposta

  • Nelly

    |

    O que uma bela discussão !!!!!!!!!!!!!!!!!! Eu nunca viajou para Paris , mas com esses tipos de conversas que aprender muito e meditado bastante , antes de organizar qualquer saída . Obrigado a todos que se sentiram !!! Daniel, obrigado .

    Resposta

  • Daniel Landa

    |

    O debate é bom e do mundo das percepções quase tudo é subjetivo. Contudo, Tentei argumentar meu comentário para não transformar em uma cobrança de falta e minha opinião é que Paris está fechado, justamente o oposto, por exemplo, a Madrid.

    Resposta

  • O. Gongora

    |

    … e falando de Madrid. Madrid ainda é uma aldeia, e poderia muito bem, tudo o que satisfeito, lembre-se disso. “Gatos” poucos. Leoneses, Galiza, Andaluza, Albacete,… muitos. Paris continua sendo referência, Quer o no. Mas pergunte a qualquer chinês, Australiana, Ilhas Fiji, Tuamotu, ou o que quer. Se deixarmos os limites de nossa percepção que temos de digerir, freqüentemente, mós elas antes de nós e dentro de nós asfixia: Madrid e no interior há uma pequena Paris sem saber(ver, Paseo del Prado, Alfonso XII, Aposentadoria. Carlos III dixit).
    Comprovante.

    Resposta

  • Gloria Barzana

    |

    Caray! Eu sempre me senti muito sozinha na minha opinião de Paris, no gosto, mas nunca descrito igualmente bem porquê (pelo menos, porque depois de dizer “no gosto Paris” ninguém deixa falar! 😉 ) mas a verdade é que eu sempre achei que Paris tem 2 rostos, o grande e magnífico, eo real. Eu vivi uma cidade bonita, geralmente não amigável, mas muito vistosas, mas notei que, como os dias escurece e avenidas largas, estão desertas, Paris mostra suas verdadeiras cores, pessoas que vivem a quilômetros de trabalho e milhares de horas perdidas no transporte para mover como muitos presos em trabalhos muitas vezes inadequadas para eles e mal pagos, não dado o suficiente para se alegrar em sua cidade magnífica e caro, e ir para casa com desconfiança e ressentimento em seus olhos. As experiências me deu Paris são amargas. Eu vivi uma perseguição por não dar um cigarro a um rapaz que me acusou de ser racista (porque ele era negro) e eu perseguiu um homem que teve pena de mim, Eu tenho um empurrão na porta de sua casa e se escondeu. Outra vez eu entrei em um ônibus, com vidro à prova de balas para proteger o condutor, e em que ninguém esperava que você pague, era noite… Aparência deslumbrante, negligência, medo eo desânimo dos passageiros me comoveu… até que tentou roubar sua bolsa e pulou para a próxima parada ... Outra anedota, Eu me vi caminhando um grupo de policiais que arredondado um rapaz pobre que poderia ser um marroquino 13 anos mais ou menos, e eles bateram e insultou-o em massa, enquanto o menino assustado se encolheu no chão e eles riram em voz alta… sabe onde? às portas de Notredame! Nada menos! No final, Paris. Toda grande cidade tem muitas caras dizem, para mim, o rosto bonito de Paris é pura maquiagem, culto da aparência e arrogância, mas embora o macaco vestido de seda ....

    Resposta

  • Elena

    |

    Discussão muito interessante. Eu acho que isso acontece com pessoas como cidades, afinidade ou não existem, embora ao longo do tempo você pode aprender a apreciá-los. Eu sempre gostei de Paris, desde antes de encontrar-se depois de viver nela, mas você descrever o sentimento que tive com outro ...

    Resposta

  • Mayte

    |

    Bem, para continuar a discussão de Paris, Daniel, Eu acho que Paris é uma cidade bonita, mas um tanto piegas, romanticona, ótimo para lânguidas, almas poéticas. Ele tem belos edifícios fantásticos em livrarias antigas, bons cafés… Ele não é feito para alto risco aventureiro, Eu te amo mais caber-lhe Djamena, Bagdá o Windhuk, não apreciando o pôr do sol da Torre Eiffel, mas se a partir do deserto… Eu também prefiro.

    Resposta

  • Laura

    |

    Para a Primavera tinha planejado visitar Paris, mas entre otr @ s @ s, opiniões bastante favoráveis, me está a dar que pensar :(.Bem, vá com uma mente aberta e, como se não tivesse ouvido ou visto nada de Paris na minha vida.Un pouco difícil não é?.E apenas em torno de fadas impressões, sensações…para ver o caminho que a balança pende a este debate

    Resposta

  • Laura

    |

    Missão cumprida. O último fim de semana em Paris;visita relâmpago, mas pude ver o mais importante e conocido. Enfim….é uma cidade impressionante por sus dimensiones, luz….No llovió ,ainda bem, aunque a puntito estuvo ele sábado.
    Mas o que quer que diga, que no me llego al alma como otras cidades, sem ir mais lejos a próxima e querida Lisboa. Além disso os franceses no se puede decir que Sean muy amáveis ​​em general. A lo mejor fue por mi momento pessoal e Tengo una percepção errónea.Lo veres se algum dia Vuelve.
    Por cierto Ayer me lleva uma grande alegria Cuando puse a 2 e qual foi minha surpresa ao ver que eles estavam colocando Um Mundo à Parte. Bieeeeen!Como alguém disse, algo de bom tem que ter a crise.
    Saudações de Zamora.

    Resposta

  • Dani Landa

    |

    Facebook!

    Resposta

  • eleonora

    |

    Tampoco me gusta París, qué alivio encontrar opiniones parecidas. O charme de Paris é curto. Eu não considero a cidade do amor, na verdade, nenhuma cidade é Amor, se você está apaixonada, em seguida, são todos. Paris é a cidade de indiferença. Eu não considero cidade das luzes, porque a energia liberada é bastante escuro, é uma cidade cheia de algo pesado no ar, parece que ninguém pode explicar o que é. Eu visitei várias cidades europeias, Cheguei à conclusão de que eu não sou de cidades, assim não gostar Paris pensei que era devido a este, mas não, não apenas me.
    As pessoas falam baixinho, um, mas não a educação, é a supressão do mais belo ser humano; expressão. Neste curto espaço de conversa eu vim a apreciar mais a vulgaridade expressão mais aberta.
    Eu não sei, Eu sou cubano, mas eu nunca vi um lugar com mais miséria humana Paris.
    Eu não me importo a beleza de cartões postais…

    Resposta

  • Miguel

    |

    Tive a oportunidade neste verão para visitar a França e entre os diferentes destinos estavam em Paris. É uma cidade que deve visitar pelo menos uma vez em sua vida e, em seguida, cada um decidir se quer ou não repetir. Depois de visitar os seus locais de interesse, Gostaria de ir para visitar a menos turística para formar uma opinião mais real nesta cidade. A magnitude dos monumentos muito mais impressionante do que as imagens ou filmes, É verdade que muitos são réplicas da arte romana ou grega, mas foi uma experiência incrível ver La Madeleine ou o Arco do Triunfo ea escala muito bem preservada. Como a sociedade parisiense, Eu não posso dizer porque só trocaram algumas frases (Meu francês é muito ruim) e não falam Inglês aqui (exceto em hotéis e agências de turismo).

    Resposta

  • Oscar

    |

    Eu me senti muito identificado com esta descrição de Paris, e falar abertamente sobre me feliz, porque às vezes as pessoas vão observar como “estranho” quando você expressar uma opinião sobre as fraquezas de Paris.

    Eu tive essa percepção. Cidade noite monumental em sua área (Nossa Senhora, Torre Eiffel, etc) tem um ar triste, caráter melancólico trai frio, então as horas de escritórios comerciais com as centenas de milhões de turistas. E então onde está o nativo identidade de Paris e do seu povo, normalmente encontrados em outros centros históricos de cidades vibrantes???

    Achei brilhante Paris, fulgurante, ao ponto de dizer que ele precisa de um lado humano, desordem urbana decadente e espontânea. Tudo é como um cartão postal, Além de sua arquitetura, na minha opinião é muito homogêneo e de extrema nitidez, diz “Ya por favor”……

    No entanto, reconhecer o seu valor artístico, sua concentração de atrações icônicas, e continua a ser uma das cidades a serem lançados na Europa, mas não é o meu gosto pessoal.

    Resposta

  • Oscar

    |

    Eu me senti muito identificado com esta descrição de Paris, e falar abertamente sobre me feliz, porque às vezes as pessoas vão observar como “estranho” quando você expressar uma opinião sobre as fraquezas de Paris.

    Eu tive essa percepção. Cidade noite monumental em sua área (Nossa Senhora, Torre Eiffel, etc) tem um ar triste, caráter melancólico trai frio, então as horas de escritórios comerciais com as centenas de milhões de turistas. E então onde está o nativo identidade de Paris e do seu povo, normalmente encontrados em outros centros históricos de cidades vibrantes???

    Achei brilhante Paris, fulgurante, ao ponto de dizer que ele precisa de um lado humano, desordem urbana decadente e espontânea. Tudo é como um cartão postal, Além de sua arquitetura, na minha opinião é muito homogêneo e de extrema nitidez, diz “Ya por favor”……

    No entanto, reconhecer o seu valor artístico, sua concentração de atrações icônicas, e continua a ser uma das cidades a serem lançados na Europa, mas não é o meu gosto pessoal.

    Resposta

  • Jose A. Marquez Periano

    |

    Concordo totalmente com tudo o que disse. Eu vivo em Paris para o trabalho e abominam a cidade e os parisienses. Arrogantes, ignorante… em ordem…

    Resposta

  • maria Bunge silvia

    |

    Eu visitei Paris, a partir do 7 fevereiro a 14 de 2014, com minha amiga. Chegando em cai cama, com gripe, boa, dois dias para me recompor, Como estava chovendo e muito frio. Tomamos a se recuperar da viagem para as Ilhas Baleares, Barcelona, Tarragona, e Costa Brava. Tudo estava perfeito até que chegamos a Paris: sujo, cinza, triste, desordenado, e hostil. Eu não gostava, e então eu dei-lhe a entender. Eu achei a foto de filme, sim, Vimos e ficou com ladrões de rua, corridas, pobre dormir ao longo do Sena, e urinar sobre ela, permite a expressão, mas que vimos.
    retorno, Eu não sei se eu quiser, não, não quero, Eu iria para o sul da França, o campo, na primavera. No inverno, Nunca mais. não recomendamos. Foi muito triste não ser capaz de ver a luz da cidade, Ame o…e tudo o que, ambos os sonhos inacabados, muito dinheiro investido. um grande perder. Desde a Argentina, a Paris, Eu não vou mais. obrigado. O que eu proponho vez???

    Resposta

  • Javier Brandoli

    |

    Mundial María, o mundo, qual é bellismo. cidades italianas pequenas, as cidades medievais españolea, los fados de Lisboa, castelos na Escócia, as praias da Bretanha e Normandia em França, Crazy Nights Berlim, as ruas ao longo do Tamisa em Londres, a cidades castelo sobre o mar, na Croácia, a baía de Montenegro, Ponte Mostar na Bósnia, o Kremlin em Moscou….

    Resposta

  • Natalia Gómez

    |

    Finalmente alguém que sabia como dizer as palavras certas que transmite Paris ou pelo menos na minha opinião. Totalmente de acordo com a percepção dessa pessoa na frente de uma cidade que superou as expectativas que eu tinha. De fato Paris é apenas um grande ícone desproporcionalmente cheia de aparições superestimados.

    Resposta

  • Barbi

    |

    Me sentí exactamente igual. Fiquei apenas três dias eo segundo e queria ir. Mesmo o Louvre I gerado sentimentos contraditórios entre os selfie com Mona Lisa e generalizada saques Ocidental.
    Eu vim a este post pesquisando se alguém não gostava de Paris (Y) haha saudações

    Resposta

  • filme

    |

    Olá Olá Olá! Isto é um pouco fora de tópico, mas eu preciso de algum
    orientar o conselho de um blogue estabelecido.
    É difícil difícil difícil de configurar o seu próprio
    Blog? Eu não sou muito techincal mas eu posso entender as coisas muito rápido rápida.
    Estou pensando em criar minha própria criação, mas fazer
    Tenho certeza por onde começar. Você tem alguma pontos conselho de um
    idéias ou sugestões? Graças

    Resposta

  • Elena

    |

    Exatamente essa é a verdadeira Paris, moradores não pode desfrutar de sua bela cidade, porque é tão caro, Eu amei a sua opinião, Eu penso exatamente o mesmo, Eu tenho 7 anos em Paris e eu não me sinto identificado.

    Resposta

Escrever um comentário

Últimos Tweets